Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Quem sabe ou não sabe / Who knows or does not know

Quem sabe ou não sabe
A mim pouco importa
Uns especulam outros inventam
E isso não me reconforta.

Uns querem saber por bem
Outros só conhecem o mal
Isso não me incomoda também
Considero que seja normal.

Quem se preocupa
Procura saber de mim
Há tantas formas de contacto
Alheias ao que sai no folhetim.

Tanta especulação
Sobre o que há para saber
Porque não perguntam?
Nada tenho para esconder.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
30 de julho de 2017
23h06



Who knows or does not know
It does not matter to me
Some speculate others invent
And it does not comfort me.

Some want to know for good.
Others only know the evil
This does not bother me either.
I think it's normal.

Who cares
Try to hear from me
There are so many ways to contact
Oblivious to what appears in the brochure.

So much speculation
About what there is to know
Why not ask?
I have nothing to hide.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 30, 2017
23:06 p.m


domingo, 30 de julho de 2017

Haiku, Haikai , 俳句

ao fundo um moinho
branco sem velas.
O rio está baixo

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
escrito à mão
18 de julho de 2017,
22h10



in the background a mill
White without candles.
The river is low

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Handwritten
July 18, 2017,

10:10 p.m.

sábado, 29 de julho de 2017

Quadras/ Quatrains: A vida é um mistério / Life is a mistery

A vida é um mistério
Impossível de prever
Um enigma em construção
Para nos surpreender.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
13 de julho de 2017
00h04


Life is a mistery
Impossible to predict
A puzzle under construction
To surprise us.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 13, 2017

00:04 a.m.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Qualquer um de nós pode morrer amanhã / Any of us can die tomorrow

Qualquer um de nós pode morrer amanhã
Não é a morte que me assusta
Um passo inevitável pós vida
Que para os que ficam mais custa.

É o sofrimento atroz
O meu motivo de preocupação
As dores insuportáveis no corpo
Conseguir manter a razão.

Neste momento todos estamos cá
A qualquer instante um de nós poderá partir
Quero viver uma vida plena
Agora respirar e sentir.

Sentada na minha cama, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito à mão
15 de julho de 2017
11h56


Any of us can die tomorrow
It is not death that scares me.
An inevitable post-life step
Which for those who stay the most costs.

It is the terrible suffering
It worries me.
The unbearable pains in the body
Get hold of reason.

At this moment we are all here
At any moment one of us may leave
I want to live a full life
Now breathe and feel.

Sitting on my bed, in my room, at my parents' house.
Handwritten
July 15, 2017

11:56 a.m.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Posso dormir, por favor / Can I sleep, please

Posso dormir, por favor
Preciso descansar
Se não durmo o suficiente
Não consigo recuperar.

Parem de saltar em cima de mim
Não quero brincar
Ainda é muito cedo
Para a cama vamos voltar.

Aninhem-se em mim
Mas nada de ronronar
Vamos lá dormir
Logo mais vamos acordar.
Sentada na minha cama, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de julho de 2017
6h53


Can I sleep, please
I need to rest
If I do not get enough sleep
I can not recover.

Stop jumping on top of me.
I do not want to play
It's still too early
For the bed we will return.

Dwell on me
But no purr
Let's go to sleep.
We'll wake up soon.

Sitting on my bed, in my room, at my parents' house.
Handwritten
July 13, 2017
06:53 a.m.



quarta-feira, 26 de julho de 2017

As nossas conversas / Our conversations

As nossas conversas
São dignas de gravação
Temas fluidos
Momentos de boa disposição,

Eu ensino-te o que sei
Passo-te a minha mensagem e valores
Tu respondes à letra
Chegas a me deixar às cores.

Dás-me respostas deliciosas
Fico dias a recordar
Momentos de tia e sobrinha
Para a prosperidade registar.

Sentada na minha cama, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de julho de 2017
6h44


Our conversations
Are worthy of recording
Fluid topics
Moments of good will,

I'll teach you what I know.
I'll pass on my message and values
You respond to the letter.
You even let me color.

You give me delicious answers.
I'm days to remember.
Moments of aunt and niece
For prosperity to register.

Sitting on my bed, in my room, at my parents' house.
Handwritten
July 13, 2017
06:44 a.m.



terça-feira, 25 de julho de 2017

É agora ou nunca / It's now or never

É agora ou nunca
O amanhã pode nunca chegar
A vida flui a bom ritmo
Temos de aproveitar.

É hoje, é já, neste instante
Não devemos adiar
Tudo o que poder ser agora
Amanhã é para recordar.

Sentir felicidade
Demonstrar gratidão
Dar um abraçou ou um beijo
Viver com o coração.

É nesta hora, neste segundo
Que devemos dar azos ao prazer
A vida é efémera
Não te queiras arrepender.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
12 de julho de 2017
23h49


It's now or never
Tomorrow may never arrive
Life flows at a good pace.
We have to take advantage.

It is today, it is already, at this moment
We should not delay
All that can be now
Tomorrow is to remember.

Feel happiness
Demonstrate gratitude
Giving a hug or a kiss
Live with the heart.

It's this time, in this second
That we should give us pleasure
Life is ephemeral
Do not want to regret it.
Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 12, 2017
11:49 p.m.



segunda-feira, 24 de julho de 2017

Ganho fôlego / I gain breath

Ganho fôlego
Encho os pulmões de ar
Ainda estou longe da meta
As forças preciso de recuperar.

Retempero energias
Delas vou precisar
Deixo descansar o corpo
O ânimo não me pode faltar.

Tenho fé no caminho
Os obstáculos vou contornar
O meu único segredo
É continuar a acreditar.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
12 de julho de 2017
23h34


I gain breath
Fill the lungs with air
I'm still far from the goal
The forces I need to recover.

I retemper energies
I will need them
I let the body rest
The mood can not be lacking.

I have faith in the way
The obstacles I will get around
My only secret
It is to continue to believe.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 12, 2017
11:34 p.m.



domingo, 23 de julho de 2017

Haiku, Haikai , 俳句

penas azuis
Aves de grande porte.
Dia chuvoso
  
Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
escrito à mão
18 de julho de 2017,
22h08



blue feathers
Large birds.
Rainy day

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Handwritten
July 18, 2017,

10:08 p.m.

sábado, 22 de julho de 2017

Quadras/ Quatrains: Procurando o meu arco-iris / Looking for my rainbow

Procurando o meu arco-iris
No fim da tempestade
Um pote de ouro me espera
Seja sonho ou realidade.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
12 de julho de 2017
23h57

Looking for my rainbow
At the end of the storm
A pot of gold awaits me
Be it dream or reality.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 12, 2017

11:57 p.m.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Línguas afiadas / Sharp tongues

Línguas afiadas
Sempre prontas a arremessar
Sem tema de conversa
Sobre os outros estão sempre a lançar.

Mentes fúteis e ocas
Sem assunto para se entreterem
Palavras irrefletivas
Que intencionalmente ferem.

Almas vazias
Vidas com pouca substância
Vá lá, não ligues
São traumas de infância.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
12 de julho de 2017
20h06


Sharp tongues
Always ready to throw
No topic of conversation
About the others are always to pitch.

Futile and hollow minds
No subject to entertain
Irrelevant words
That intentionally hurt.

Empty souls
Lives with little substance
Come on, do not call
These are childhood traumas.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
July 12, 2017
08:06 p.m.



Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.