Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Espelho meu... / Mirror of mine ...

Espelho meu... espelho meu...
Quem tu vês que sou eu?
Este mal que sobre mim se abateu
Sinto que a minha determinação já venceu.

Como encaras o meu reflexo
Enquanto eu me procuro
Procurando em tudo um nexo
Para assim ver se me curo.

O que vês será real?
Ou serão apenas os meus medos.
O mundo em que vivemos não é ideal
Com força aperto o meus cinco dedos.

A tristeza no meu olhar
O sorriso no meu rosto não esconde
Imagem a preservar
Áquilo que pergunto o espelho não me responde.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
7 de abril de 2017
21h15


Mirror of mine ... Mirror of mine ...
Who do you see that I am?
This evil that struck me
I feel that my determination has already won.

How do you look at my reflection?
As I search myself
Looking for everything a link
So I'll see if I can cure myself.

What do you see is real?
Or it will just be my fears.
The world we live in is not ideal.
I forcefully tighten my five fingers.

The sadness in my eyes
The smile on my face does not hide.
Image to preserve
I ask what the mirror does not answer me.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Written to computer
April 7, 2017

9:15 p.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.