Receber poemas por / Receive poems by Email

Traduzir / Translate

domingo, 31 de dezembro de 2017

Haiku, Haikai, 俳句


só mais uma badalada
para o ano passar.
Tudo está alinhado

Mem Martins, Sintra, Portugal
Escrito a computador
27 de dezembro de 2017
22h25



only one more stroke
for the year to pass.
Everything is aligned

Mem Martins, Sintra, Portugal
Written to computer
December 27, 2017
10:25 p.m.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Quadras/ Quatrains: Lantejoulas Brilhantes / Shiny sequins

Imagem da Internet / Internet image

Lantejoulas brilhantes
Para vestir durante as festas
Elevam a moral
Em épocas como estas.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Poema escrito a computador
22 de dezembro de 2017
23h50


Shiny sequins
To wear during the holidays
Raise morale
In times like these.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Computer-written poem
December 22, 2017

11:50 p.m.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Balanço de Final de Ano / Year-End Balance


Ainda faltam alguns dias
Algumas horas para refletir
Até às doze badaladas
Há desejos para pedir.

O que ficou para trás
Serve apenas de lição
Tanto pode ainda acontecer
Enquanto houver pulsação.

A vida flui
Entre o sagrado e o profano
Este é o momento ideal
Para o balanço do final de ano.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Poema escrito a computador
25 de dezembro de 2017
22h00


There are still a few days left
A few hours to reflect
Until twelve o'clock
There are desires to ask.

What was left behind
Serves only as a lesson
So much can happen
As long as there is heartbeat.

Life flows
Between the sacred and the profane
This is the ideal moment.
For the year-end balance.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Computer-written poem
December 25, 2017

10:00 p.m.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

É permitido sonhar / It's allowed to dream


A dureza dos dias,
Dificuldades em dormir
Os problemas criados na cabeça
Não deixam a vida fluir.

Os obstáculos diários
As longas listas de coisas para fazer
Uma vida desarrumada
Só dá vontade de desaparecer.

Dias positivos à vista
O ano está quase a terminar
Liberta o pensamento
É permitido sonhar.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Poema escrito a computador
25 de dezembro de 2017
21h45


The hardness of days,
Difficulties in sleeping
Problems created in the head
They do not let life flow.

The daily obstacles
Long lists of things to do
A messy life
Just makes you want to disappear.

Positive days
The year is almost over
Unleash Thought
Dreaming is allowed.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Computer-written poem
December 25, 2017
9:45 p.m.


quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Rodolfo é uma Rena! / Rodolfo is a Reindeer!


Após a consoada e o dia 25 de dezembro
A Rena preferida do Pai Natal
Vai viajar até Paris,
Ela deu assim por terminada a sua tarefa anual.

Com o seu nariz reluzente
E sorriso maroto
Os seus olhos arregalados e brilhantes,
Vinda de lugar remoto.

Linda e patusca
Esta bela pequena
Tem nome de homem,
Mas afinal, Rodolfo é uma Rena!

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Poema escrito a computador
25 de dezembro de 2017
19h44


After the Christmas Eve and the 25 of December
Santa's favourite reindeer
Will travel to Paris
She thus finished her annual task.

With his shiny nose
And a naughty smile
Her wide, glowing eyes,
Coming from a remote place.

Beautiful and playful
This beautiful little
It has a man's name,
But after all, Rudolph is a Reindeer!

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Computer-written poem
December 25, 2017
7:44 p.m.


terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Casas Iluminadas para as Festas / Illuminated Houses for the holidays


Luzes brilhantes que piscam
Ou simplesmente ligadas
Adornam casas e janelas
De cores variadas.

Uns optam por iluminações brancas
Ou apenas de uma cor
Outros misturam fios com lâmpadas
Piscando alternadamente a todo o vapor.

O piscar combinado do vermelho com o azul
Faz lembrar a polícia ou uma ambulância.
Durante dias ninguém nota
Até uma criança lhe dar importância.

O imaginário é mesmo assim
Tem coisas destas
Sem querer pode fluir
Das casas iluminadas para as Festas.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Poema escrito a computador
25 de dezembro de 2017
19h06


Bright flashing lights
Or simply turn on
Adorn houses and windows
Of varied colours.

Some opt for white illuminations
Or just of a colour
Others mix wires with bulbs
Blinking alternately at full steam.

The combined blinking of red and blue
It reminds the police or an ambulance
For days nobody notices
Even a child gives it importance.

The imaginary is even so
Has things like these
Unintentionally it can flow
From the houses lit up for the Feasts.

Mem-Martins, Sintra, Portugal
Computer-written poem
December 25, 2017

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

No Calendário Hoje é Natal / In the Calendar Today is Christmas.


No calendário hoje é Natal
Feriado Nacional
Os Romanos ditaram o nascimento de jesus
300 anos após tornou-se oficial.

Teorias à parte
Hoje muitas famílias estão reunidas
As pessoas estão alegres e bem-dispostas
E muito bem vestidas.

Em contraste com os dias anteriores
O silêncio na rua impera
Todos são surpreendidos
Até aquele que já nada espera.

Sentada ao computador no meu quarto, em casa dos meus pais
Poema escrito a computador
23 de dezembro de 2017
00h15


In the calendar today is Christmas.
National holiday
The Romans dictated the birth of Jesus
300 years later it became official.

Theories aside
Today many families are gathered
People are cheerful and well-disposed.
And very well dressed.

In contrast to the previous days
Silence on the street reigns
Everyone is surprised
Up until
the one who expects nothing.

Sitting at the computer in my room at my parents' house.
Computer-written poem
December 23, 2017

00:15 a.m.

domingo, 24 de dezembro de 2017

Haiku, Haikai, 俳句


árvore de Natal
grande, verde, artificial
sóbria e fria

Sentada no computador, no meu quarto, em casa dos meus pais
Escrito a computador
12 de dezembro de 2017
21h09


Christmas tree
large, green, artificial
sober and cold

Sitting at the computer, in my room, at my parents' house.
Written to computer
December 12, 2017

9:09 p.m.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Quadras/ Quatrains: Azáfama / Bustle


Azáfama, pressa, alvoroço,
Atropelo e uma grande agitação.
Presentes nestes dias
Fazendo vibrar o coração.

Sentada à secretária, no meu quarto, em casa dos meus pais
Poema escrito a computador
22 de dezembro de 2017
23h33


Bustle, hurry, whirl
Thump and a great bustle.
Present these days
Making the heart vibrate.

Sitting at my desk in my room at my parents' house.
Computer-written poem
December 22, 2017

11:33 p.m.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Nevou no presépio / Snowed in the crib


Nevou no presépio
Está todo branco o pavimento.
Ainda restam alguns flocos
Que não voaram com o vento.

Pastos verdes,
Folhas de outono caídas
Duas estrelas cadentes
Assinalam novas vidas.

Uma grande azafama
Para um cenário recriar
Um Pai Natal vestido de azul
No gelo a esquiar.

A história é conhecida
Com alguma fantasia à mistura
Dar azos à imaginação
Até o mais triste cura.

Sentada ao computador no meu quarto, em casa dos meus pais
Poema escrito a computador
20 de dezembro de 2017
21h48


Snowed in the crib
The pavement is all white.
Still, some flakes left
Who did not fly with the wind.

Green pastures,
Fallen autumn leaves
Two shooting stars
They mark new lives.

A great hustle and bustle
For a recreated scenario
A Santa Claus dressed in blue
On the ice skiing.

The story is known
With some fantasy to the mix
Giving an apology to the imagination
Even the saddest cure.

Sitting at the computer in my room at my parents' house.
Computer-written poem
December 20, 2017

21:48 p.m.

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Boneco de neve quentinho / Toasty snowman


Boneco de neve quentinho
Roliço e agasalhado
Cachecol ao pescoço
E casaco abotoado.

Nariz vermelho
Com o frio ficou rosado
Sorriso maroto
Confortável e sentado.

De Cartola preta
E bota castanha
Feliz e destemido
O frio que venha.

Sentada ao computador no meu quarto, em casa dos meus pais
Poema escrito a computador
20 de dezembro de 2017
21h19



Toasty snowman
Shuffle and wrap
Scarf on the neck
And jacket buttoned.

Red nose
In the cold it turned pink
Smiley face
Comfortable and seated.

Black top hat
And brown boots
Happy and fearless
The cold let it come.

Sitting at the computer in my room at my parents' house.
Computer-written poem
December 20, 2017

21:19 p.m.