Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Um bando chilreia na árvore / A bunch chirps in the tree

Um bando chilreia na árvore
No final da tarde
De manhã reinava o silêncio
Agora faz-se um alarde.

Pássaros barulhentos
Conversam entre si
Escondem-se na cúpula das árvores
Juntos fazem piu piu pi.

À minha passagem
O tempo ainda está morno
Muitos pássaros vão migrar
Assim que o frior se tornar transtorno.

Sentada na mesa da cozinha em casa dos meus pais
Escrito à mão
23 de novembro de 2016
7h49



A bunch chirps in the tree
In the late afternoon
In the morning silence reigned
Now is a splurge.

Noisy Birds
They talk to each other
Hiding in the dome of the trees
Together they make beep beep be.

On my way
The weather is still warm
Many birds will migrate
As soon as the cold becomes a nuisance.

Sitting at the kitchen table at my parents' houseHandwritten
November 23, 2016

7:49 a.m.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Borboletas brancas / White butterflies

Borboletas brancas
Iluminam o meu caminho
Voam em torno de mim
Dançando baixinho.

Com o seu voo dançante
Giram à minha volta
Aprecio os seus movimentos
Elas estão à solta.

Sensação de liberdade
Ao longo do percurso
As borboletas por lá ficam
Eu prosigo o meu curso.

Sentada no comboio da linha de Sintra
Escrito à mão
21 de novembro de 2016
8h40


White butterflies
Light my way
They fly around me
Dancing softly.

With their dancing flight
They revolve around me
I appreciate their movements
They are on the loose.

Feeling of freedom
Along the path
The butterflies stay there
I continue my course.

Sitting on the train line Sintra
Handwritten
November 21, 2016

8:40 a.m.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O mundo está perdido / The world is lost

O mundo está perdido
Nada posso fazer para mudar
Espero ansiosamente uma nave
Para deste planeta me pôr a andar.

Os donos disto tudo
Dirigentes mundiais
São cada vez mais tiranos
E há quem os considere especiais.

Trump na América, na Rússia Putin
Kim Jong-un no Norte da coreia
Personalidades determinadas
Que não tarda andam à tareia.

Já ninguém nos pode valer
O nosso exterminio está a começar
É o fim do mundo como o conhecemos
Vamos nos dizimar.

Sentada no comboio da linha de Sintra (Rio de Mouro)
Escrito à mão
21 de novembro de 2016
8h35


The world is lost
Nothing I can do to change
I look forward to a ship
To this planet put me to walk.

The owners of all this
World leaders
More and more tyrants
And there are those who consider them special.

Trump in America, in Russia Putin
Kim Jong-un in North Korea
Certain personalities
That soon will beat each other.

No one can worth us
Our extermination is starting.
It's the end of the world as we know it.
We will decimate.

Sitting on the train of the Sintra line (Rio de Mouro)
Handwritten
November 21, 2016

8:35 a.m.

domingo, 27 de novembro de 2016

Haiku, Haikai , 俳句

As nuvens afastam-se
O sol espreita.
O mundo está a mudar.

Sentada no comboio da linha de Sintra
escrito à mão
9 de novembro de 2016,
8h31



The clouds move away
The sun is peering.
The world is changing.

Sitting on the train line Sintra
handwritten
November 9, 2016,

8:31 a.m.

sábado, 26 de novembro de 2016

Enquanto o gato dorme / While the cat sleeps

Enquanto o gato dorme
A dona escreve
Põe os seus pensamentos a escrito
De uma forma que quase ninguém se atreve.

Expressando ideias
Espalhando palavras
Do mundo imagens retem
Conceitos tu lavras.

O gato abre os olhos
A dona continua a escrever
Ele volta a dormir
No quentinho quer se manter.

Longas horas de escrita
Sobre a vida e o mundo
Um olhar de poeta
Com pensamento profundo.

Sentada no comboio da linha de Sintra
Escrito à mão
18 de novembro de 2016
8h33


While the cat sleeps
The owner writes
He puts his thoughts to writing
In a way almost nobody dares.

Expressing ideas
Spreading words
Of the world retains images
Concepts he plow

The cat opens its eyes
The owner continues to write
He goes back to sleep
In the warm it wants to keep.

Long hours of writing
About life and the world
A look of a poet
With deep thought.

Sitting on the train line Sintra
Handwritten
November 18, 2016

8:33 a.m.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Palavras Aguçadas / Sharp Words

Palavras aguçadas
Agridem mais do que facas
São armas de arremesso
De pessoas fracas.

Das palavras deve-se fazer bom uso
Dize-las com boa intensão
Elas são poderosas
Podem magoar o coração.

É preferível manter o silêncio
Do que utiliza-las como arpão
O bom uso das palavras
Resulta da razão.

Sentada na minha secretária em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de novembro de 2016
19h22


Sharp words
Attack more than knives
They are throwing guns
From weak people.

Of the words one must make good use
Say them with good intentions
They are powerful
They can hurt the heart.

It is preferable to keep quiet
Than uses them as harpoon
The good use of words
It results from reason.

Sitting on my desk in my parents' house
Handwritten
November 13, 2016

07:22 p.m.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Olho para o Céu / I look at the sky

Olho para o céu
Vejo a lua e ainda é dia
Ela está cada vez mais perto
Intensa e luzidia.

No céu prendo o meu olhar
A lua serve-me de guia
Ela influencia o meu humor
Inspira a minha poesia.

O seu branco sobressia num céu claro
Como que por pura magia
É estranho vê-la brilhar agora
Só à noite a lua se via.

Intensa em meio circulo
Qualquer pessoa atenta aprecia
É de facto a lua que vejo
E ainda é dia.

Sentada na minha secretária em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de novembro de 2016
19h04


I look at the sky
I see the moon and it's still daytime.
She is getting closer and closer
Intense and shining.

In the sky I hold my gaze
The moon serves as my guide.
It influences my mood
Inspire my poetry.

Its white stood out in a clear sky.
As if by pure magic
It's strange to see it shine now.
Only at night did the moon see.

Intense mid-circle
Anyone attentive appreciates
It is indeed the moon that I see
And it's still day.

Sitting on my desk in my parents' house
Handwritten
November 13, 2016

07:04 p.m.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Pato, patinho / Duck, duckling

Pato, patinho
Que nadas no rio sózinho
O teu bando se foi
E tu ficastes a nadar perto do teu ninho.

Alheio ao que se passa à volta
Nadas como um golfinho
As tuas penas verdes
Estão em perfeito alinho.

Em breve o teu bando regressa
Para bem pertinho
Já não estarás mais só
No teu cuidado cantinho.

Sentada na minha secretária em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de novembro de 2016
18h54


Duck duckling
Who swims in the river alone
Your gang is gone.
And you swam around your nest.

Oblivious to what is happening around
You swim like a dolphin
Your green feathers
They are in perfect alignment.

Your band is coming back soon.
For very close
You will not be lonely any more
In your care little corner.

Sitting on my desk in my parents' house
Handwritten
November 13, 2016

06:54  p.m.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Sei que o mundo não gira à minha volta / I know the world does not spin around me

Sei que o mundo não gira à minha volta
Pois ele pula e avança
Mesmo quando não estou presente
Ele segue a sua dança.

O mundo tem um ritmo próprio
Eu também tenho o meu
Cada um na sua velocidade
Ele é maior do que eu.

Guardo o meu tempo
Para girar em torno de mim
Vivo a vida do meu jeito
Sou mais feliz assim.

Resumo-me à minha dimensão
Sou apenas um ser pleno
Sem mim o mundo continuará a girar
Este nosso espaço terreno.

Sentada na minha secretária em casa dos meus pais
Escrito à mão
13 de novembro de 2016
18h36


I know the world does not spin around me.
Because he jumps and advances
Even when I'm not present
He follows his dance.

The world has its own rhythm
I also have mine.
Each at its own speed
He's bigger than me.

I keep my time.
To spin around me
I live life my way
I'm happier that way.

I am in my dimension
I'm just a full being.
Without me the world will continue to spin
This is our ground space.

Sitting on my desk in my parents' house
Handwritten
November 13, 2016

06:36 p.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.